segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A decisão de levar vantagem em tudo



CRIMINOSOS
EM CAMPANHA
ELEITORAL
 Com o fito e inquestionável intuito de tumultuar a legitimidade do processo eleitoral, o governo Valmir da Integral  é flagrado em praticas criminosas contra os dois principais adversários,  Marcelo Catalão e Darci Lermen.










Informações preocupantes quanto a lisura e moral dos postulantes ao cargo de prefeito de Parauapebas em 2017 chegam pela imprensa e por ação do MP até nossa empresa. É TÁTICO, é OPERACIONAL, é a turma de Valmir da Integral. E assim será sua campanha: imoral, como foi todo o seu governo, esses últimos  quatro anos. Coisas de uma turma que não tem limites e querem o poder pelo poder. Me pergunto, qual a moral desses vereadores e apoiadores dessa grupo, o que afinal eles querem para o futuro de Parauapebas. Esse mesmo exercício de poder por poder tivemos nos oito anos de Bel Mesquita e nos oito anos de Darci. Deu no que deu, agora estamos órfãos de uma alternativa moral para Parauapebas. Tem que ser impedido, é mister, urgente e necessário.

A ação do MP, Justiça eleitoral e Policia  Civil apreenderam material ofensivo a Marcelo Catalão e Darci Lermen.   Um site local descreve com minucias as denuncias e provas coletadas, prevendo perfis falsos em redes sociais e textos impressos, sendo trabalhados na Arte Gráfica, de Welbert de Aguiar Leite: 
 
As denuncias são graves e nesta altura do processo foram apreendidos materiais em dois comitês espalhados pela cidade  oito CPUS, detectadas apenas quando os agentes estiveram em empresa ligada diretamente a Valmir da Integral o que o coloca na linha de tiro das possíveis investigações, denuncias e formatação de processo. 

A velha e desgastada escola de Valmir, que mesmo depois de ter perpetrado tantos golpes contra a administração de Parauapebas se encontra livre, exclusivamente por morosidade da justiça paraense para continuar no velho e costumaz maneira de encarar a sociedade.

É muito grave e medidas drásticas precisam ser tomadas para coibir a continuidade de tais praticas. Que vão perdurar, esta campanha, se não houver clara e imparcial ação do MP e da Justiça Eleitoral será, estará entregue ao banditismo, a loucura e a irresponsabilidade tão conhecida de nossa sociedade.

Interessante a candidatura de Gesmar e Valmir terem sido liberadas pela justiça mesmo depois das contundentes provas terem sido apresentadas.

Entendemos ser de responsabilidade também dos partidos e candidatos ao pleito a vigilância de tais ações. A campanha de Marcelo Catalão tomou medidas judiciais quanto as pesquisas divulgadas, interpelando a Justiça Eleitoral com o pedido de auditoria das mesmas. Foi solicitado também, judicialmente, que o juiz designasse alguém indicado pelo DEM para acompanhar as investigações em curso.

Cabe a campanha do Darci, do Dr. Hypólito e de Chico das Cortinas fazerem o mesmo, demonstrando que sim, há um grupo de políticos e da sociedade que reagem a essa maneira suja de fazer politica. Quem viver, verá. Esperamos que as palavras do delegado Gabriel sejam nossas palavras, leiam abaixo:

domingo, 24 de julho de 2016

CHICO DAS CORTINAS, a real importância de um politico que trabalha



INTEGRIDADE












QUANDO vejo as postagens de CHICO DAS CORTINAS e mesmo quando ouço dele falar ou falo com ele e mesmo quando vejo suas obras e intervenções na cidade e compreendo sua luta gigantesca depois de tantas alegrias, construções, decepções e outros sentimentos é que compreendo como um homem simples se manteve a tona, respeitado e respeitando todos durante tanto tempo.



Faisal, Bel e tantos outros passaram. Ficaram as lembranças de perversidades, engodos, trapalhadas e desonestidade. Até mesmo políticos recentes já sumiram, antes mesmo de cumprir seus mandatos.

Chico não. Tá ali, mantido num patamar exemplar. Hoje em todas as pesquisas corretas ou não ele tem de 7 a 12 por cento dos votos. Isto nos últimos doze meses o que podemos afirmar que são votos consolidados. 

E que o  segue, fazendo do CHICO DAS CORTINAS o fiel nesta eleição marcada por uma disputa intensa entre as três forças principais, DARCI, MARCELO E VALMIR nessa ordem.



DARCI lidera há muito tempo. Consolidado com 28 até 42 por cento dos votos teve em Valmir seu  garoto propagada até se descolar desse, mais por incompetência do que por proposito. É o virtual prefeito de Parauapebas porque se coloca em até seis pontos na frente.

MARCELO CATALÃO é o único que reúne neste momento condições de bater o Darci. Com significativa distancia de Valmir, atual prefeito, seu crescimento acontece  num momento em que os votos começam a de definir para o pleito. É o candidato da renovação e novas perspectivas para a cidade.

VALMIR DA INTEGRAL, com enorme e pesada rejeição em todas as classes sociais e em todos os quesitos de governança, amarga uma terceira colocação inédita. Teoricamente já perdeu essas  eleições para ele mesmo, graças ao seu grupo alheio às demandas das massas, covarde, vaidoso. E como vamos vigiar arduamente como se gasta nesta campanha, ele terá que se impor num tempo que não o pertence mais.

CHICO DAS CORTINAS, na sua posição e com sua historia, traz um grande grupo  e total possibilidade de arranjo para qualquer candidato que queira realmente vencer essas eleições. E tem folego para disputar essas eleições com qualquer dos candidatos colocados.  Logo quando definir seu destino como candidato, estará definindo o destino de um dos três principais candidatos. E muito em breve teremos essa definição. Quem viver, verá!



domingo, 17 de julho de 2016

Não temos representação



UM SILENCIO QUE CUSTAM VOTOS
“... e que os mercadores do futuro nem se interessam, estarão  venda e por migalhas, afinal temos a fome e o desemprego como comparsas urgentes.”














O silencio e a falta de iniciativa da câmara dos vereadores de Parauapebas amplamente dominada pelo staff do prefeito assusta e causa enjoo a qualquer cidadão minimamente consciente de seus direitos a uma representação politica.

É estranho e tem algo de factóide o abandono do PT, tendo a frente Miquinhas e Euzébio que militaram por três longos anos ao lado e firmemente com Valmir da Integral, dando-lhe total e completo apoio para toda sorte de males, se bandearam para outro grupo assim, tão rápido e se acomodando numa parceria antecipada a tudo. 

Foram canalhas o tempo todo, será que agora tomaram juízo e realmente buscam o melhor para suas vidas e para Parauapebas?

Hoje são homens ricos e já não tem o mesmo ideal de quando começaram. A questão não é ideológica ou de pensamento,  é puro  e safado fisiologismo. Esse PT que no passado tanto prometeu para a sociedade brasileira vira hoje uma galinha com fome e com medo: não suportariam viver sem os privilégios de sempre. Se não for com Darci, será com Valmir, se não com Valmir, será com outrem.

Azar de seus representados. Não podem,  é pessoal, escaparem ou ficarem longe do poder, não sobreviveriam. Um bando amorfo, hoje sem projeto ou esperança.

Esses vereadores, salvo uma ou duas exceções não merecem os salários, vantagens ou respeito da sociedade. Se perderam na gestão, no comercio fácil de influencia e na safadeza implícita do negocio de representar as massas obtusas.

E que negocio. Neste exercício cada um desses meliantes custam ao nosso suor, cerca de três milhões de reais, um milhão de dólares. E pagamos silenciosamente, sendo ignorados e sem voz, gostamos desse tratamento, somos masoquistas e até gozamos com o mau trato.

O voto não pode ser necessariamente obrigatório. As massas devem se abster, não votar, não dar continuidade a um sistema que não a representa. 

Que a abstenção anule pleitos e aumente nosso prejuízo até que aprendamos a votar nos nossos, em quem realmente conhecemos e nunca mais pela aparência ou palavras belas e ocas.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Grupo já mobilizados



NÃO HÁ CAMPANHA ALEM DESSES QUATRO








 
Um desses candidatos será o novo prefeito de Parauapebas. É o que diz o caos e a estatística.



Não há possibilidade alguma, mesmo com “alguma coisa acontecendo”, o que achamos altamente improvável que esta campanha para prefeito vá além dessas quatro figuras. É estatisticamente impossível de sê-lo, haja vista que os acontecimentos de 02 de outubro já estão sendo definidos nos dias, semanas, meses e anos anteriores, desde quando a população passa a pensar no novo prefeito.

Dos senhores abaixo desses quatro, apenas Claudio Almeida e Flavio Veras vem posicionando. Nos últimos anos. 

Todos os demais são aventureiros de ultima hora. Não tem planos, projetos, recursos financeiros e humanos para sobrepor e chegar a vitória. Apesar de terem todo o direito e o dever de enfrentar algo lógico, porque conforme diz Juca, política é sonho.

Falta estratégia e até revela uma relativa e curta visão. Não são iguais, estão expondo sua imagem pessoal como parvos arrogantes ao revelarem não conhecer o sitio em que vivem e sua jovem história. Não há dado histórico ou estatístico de vitória ou ameaça ao grupo no poder ou a grupos com algum poder econômico ou humano.

A utilização de dados estatísticos tem sido fortemente condenada nessa campanha. Todas as pesquisas que chegaram as nossas mãos revelaram ‘vícios de origem’  o que é preocupante, acertam mais pelos erros e falhas.

E como as quadrilhas funcionam, fecharam todos com ‘institutos’ alienígenas que cobram barato mas não entregam o prometido não temos dado ou material para auditoria.

Fomos a primeira empresa a realizar pesquisa eleitoral em Parauapebas, ainda na segunda disputa de Meire Vaz. Na primeira eleição de Darci acertamos até a dezena depois de apurado os votos. Mas é melhor gastar com pessoas de fora. Assim vamos destruindo Parauapebas.

E estão deixando o grupo no poder acordar. O melhor crescimento tem sido justamente o de Valmir, o odiado  e defenestado Valmir. Perdem esta eleição se quiserem ou forem extremamente incompetentes, o que tem demonstrado ao longo desses quase quatro anos, o que ajuda a sossegar seus oponentes principais. 

Quem viver, verá.